9 de março de 2011

A Árvore da Vida - Árvore nas Simbologias Bíblicas


Alegoria simbolizando a Árvore da Vida 
Antes de qualquer coisa acredito ser importante dizer que as simbologias implícitas à árvore, como por exemplo, o termo "árvore da vida", deva ser compreendida dentro de outros contextos. Dentro da simbologia bíblica, apenas para mencionar um exemplo, a árvore pode assumir outras conotações uma em especial diz respeito à "árvore do conhecimento do bem e do mau".


Ilustração representando o primeiro casal humano
diante da árvore do "fruto proibido". Na imagem
em questão a representação da árvore é de uma
macieira - o que, aliás seria outra inconsistência
narrativa - sendo esta, a árvore do conhecimento
do bem e do mau.
O significado da “árvore do conhecimento do bem e do mau”, e da restrição baseada em seu fruto, muitas vezes tem sido incorretamente relacionado com o ato sexual por parte do primeiro casal humano. É claro que tal associação não leva em consideração o fato de que nas próprias escrituras diz-se que Deus teria dado ao primeiro casal humano a ordem: “Sede fecundos e tornai-vos muitos, e enchei a terra.” É o que diria o livro bíblico de Gênesis 1:28. Antes, por representar “o conhecimento do bem e do mau”, e pela declaração de Deus, decretando-a fora dos limites para o casal humano, a árvore tornou-se símbolo do direito de Deus, de determinar ou estabelecer para o homem os padrões do que é “bom” (aprovado por Deus) e do que é “mau” (condenado por Deus). Por conseguinte, transpor os limites da área proibida, por comer da “árvore do conhecimento do bem e do mau”, seria uma revolta contra o domínio e a autoridade de Deus.
Esta simbologia envolvendo árvores na verdade é uma peça muito importante na simbologia cristã e ela anda ao lado de outra simbologia relacionada às árvores a da "árvore da vida" (pode haver outras traduções para o termo árvore da vida).


A expressão “árvore da vida” é usada com respeito à verdadeira sabedoria, aos frutos do justo, à realização de uma coisa desejada, e à calma da língua; também é associada com a coroa da vida - expressão cujo significado, acredito não precisar de muitas definições. Mencionam-se árvores em associação com as condições frutíferas, pacíficas e jubilosas, que resultam da realeza de Deus e da restauração de seu povo.
Por este motivo o "termo árvore da vida" é simbolo da boa condição advinda do verdadeiro conhecimento divino. A alusão ao verdadeiro conhecimento, no entanto, não se restringe ao conjunto dogmático cristão ela está presente em outras crenças, por exemplo no hermetismo, crença baseada nos ensinos de Hermes.

E ao falar em ávore da vida é interessante lembrar da obra de Israel RegardieA Árvore da Vida, que embora não fale deste tema específico nos leva a indagar o significado desta expressão.
As árvores eram também usadas para simbolizar pessoas, governantes e reinos, como na profecia que assemelhou a queda de Faraó e sua massa de gente ao corte dum majestoso cedro, bem como na profecia do profeta Daniel relativa à enorme árvore que representava o domínio “no reino da humanidade”.  Um homem justo é assemelhado a uma árvore plantada junto a correntes de água, segundo o Salmo 1:3, cuja folhagem é luxuriante e cujos frutos continuam a crescer até mesmo na seca.

A imagem acima é uma produção artística atual de livre interpretação
de Mikael Quites da Árvore da Vida
(não necessariamente a Árvore da Vida bíblica)
A promessa de que os dias do povo restaurado de Deus seriam como os duma árvore torna-se mais significativa pelo fato de que algumas árvores da Palestina vivem séculos, até mesmo mil anos ou mais. Na visão do profeta Ezequiel, uma corrente que fluía do templo visionário estava perfilada de árvores frutíferas, de folhas curativas, e uma visão similar é apresentada no livro de Apocalipse. 
Mas as relações, até certo ponto, ocultas entre árvores e a simbologia cristã não param por aí. E um exemplo curioso disto pode ser notado na origem da palavra hebraica para árvore. A palavra hebraica para árvore é também usada com relação a estaca ou poste em que se pendurava um corpo. Ao aplicar o livro bíblico de Deuteronômio 21:23, o apóstolo Paulo usou a palavra grega xý·lon (madeiro), ora a corelação entre madeiro e a cruz onde foi morto o Cristo é imediata. Não apenas por isso, mas indo um pouco mais além o passado histórico da cruz de cristã teria sido o tronco das árvores das florestas por onde os romanos teriam passado. Porém, isso é assunto para outra postagem. Por agora, creio que o assunto já "criou raízes".      

Fonte: Arquivos pessoais

Um comentário:

  1. Anônimo13/12/16

    Gostei bastante! Rico em informações.

    ResponderExcluir